Nosso Blog
A importância da resiliência no esporte

A importância da resiliência no esporte

O lado mental é essencial para o sucesso de qualquer atleta, já que ele pode determinar a força de vontade para superar obstáculos ou impor barreiras antes mesmo das competições. Por isso, este artigo vai mostrar o que é e qual a importância da resiliência no esporte.

O conceito de resiliência

Ainda que a resiliência seja um termo bastante comum, principalmente quando se fala em aspectos mentais, ela tem sua origem em uma ciência bem distinta da Psicologia. Esse conceito é proveniente da Física e está relacionado ao estudo das propriedades materiais de determinados compostos.

Na Física, cada material possui um nível de resistência relacionado à quantidade de pressão sofrida e à sua capacidade de retornar ao estado primário sem que haja qualquer ruptura ou danos em sua estrutura. Dessa forma, um objeto que não sofre deformação é chamado de resiliente (resiliência é um termo com origem do latim e significa “voltar ao estado normal”).

Nas últimas décadas, a Psicologia se baseou nesse termo para definir a capacidade que um indivíduo tem de se adaptar a mudanças, lidar com pressão, superar problemas, obstáculos e situações adversas sem apresentar um desequilíbrio psicológico que o impeça de aprender, encontrar soluções para essas questões e seguir em frente.

A resiliência é uma característica humana e pode ser vista em diversas situações. Desde um aluno que tira nota baixa em um exame e precisa se redimir para receber a aprovação até uma pessoa que passa por uma enorme tragédia em sua vida, estamos expostos a adversidades todos os dias. No entanto, a maneira como lidamos com elas é que determina o quanto somos resilientes.

Mas, quais são as características de uma pessoa resiliente? Não existe uma fórmula pronta que fala a qualquer um de nós uma fonte de resiliência da noite para o dia. Entretanto, especialistas em psicologia ressaltam que existem alguns pontos em comum nesses indivíduos, tais como:

Persistência

Essa característica está relacionada à capacidade do ser humano de manter sua força de vontade e de não desistir diante de uma adversidade. Basta observar que essa palavra vem do latim e significa “continuar com firmeza” e que ela é utilizada para definir um vinho de qualidade, que não perde seu aroma e sabor mesmo depois da garrafa ficar aberta por um longo tempo.

Autoconfiança

Confiar é depositar suas expectativas e esperanças em alguma situação ou em outro indivíduo. No entanto, a resiliência tem muito a ver com a confiança que a pessoa tem em si mesma e a maneira como ela acredita positivamente em suas qualidades e habilidades para superar os obstáculos.

Empatia

A empatia é um processo de identificação em que a pessoa consegue se colocar no lugar da outra. A partir disso, ela obtém suas próprias impressões e começa a compreender o comportamento desse indivíduo. É uma característica importante para a resiliência, pois ajuda a desenvolver nossa sensibilidade e compreensão em relação ao que acontece ao redor.

Humildade

Existem situações em que procuramos justificar os erros de execução de nossos projetos em tudo que está a nossa volta. No entanto, na maioria dos casos, nós somos os principais responsáveis por isso. Ser humilde nos permite entender que estamos longe da perfeição, mas que podemos aprender e sermos melhores a cada dia.

Otimismo

Ninguém fica feliz quando se depara com uma situação adversa, mas é importante que haja um momento de reflexão para entender que existem meios de se recuperar e lutar novamente pelo objetivo desejado. O otimista consegue lidar com isso de forma muito inteligente e consegue projetar melhores cenários para o futuro.

A importância da resiliência no esporte

A resiliência é um aspecto psicológico fundamental do esporte. A capacidade de se recuperar de um mau desempenho ou de um erro cometido em uma competição importante é crucial para o sucesso de um atleta. Por mais que os esportistas, sejam eles amadores ou profissionais, odeiem admitir, o fracasso faz parte do jogo.

Afinal, pense no desenvolvimento de um atleta desde o seu primeiro contato com a modalidade até atingir o auge do profissionalismo. É bem provável que muitos jovens sequer conheciam os movimentos básicos de execução, e precisaram passar por milhares de horas de treinamento até conseguir chutar a bola da maneira correta ou fazer a virada na piscina.

Entre um treinamento e outro, houve muitas frustrações e erros. Muitos atletas passam um dia inteiro executando o mesmo movimento centenas de vezes sem sucesso, sempre na tentativa do sucesso. É claro que sempre existe a vontade de jogar tudo para o alto, mas cada erro oferece uma oportunidade e um ensinamento.

Do mesmo modo, muitos treinos e competições vieram acompanhados de quedas, machucados e lesões (algumas muito sérias), em que a dor se mistura com o sentimento de fracasso e vergonha. Nos casos de problemas mais graves, o processo de recuperação tende a ser longo e bastante estressante para o atleta.

As competições são o momento em que, além da capacidade técnica do atleta, a parte mental também é colocada à prova. Afinal, só existe um vencedor em cada disputa, sendo que os perdedores podem ter reações diversas em relação ao resultado, desde uma vontade enorme de jogar tudo para o alto até a aceitação do fato, corrigir erros e retomar os treinos no dia seguinte.

Em todos esses aspectos citados, a resiliência se torna um componente especial para o esportista. Existe uma pressão gigantesca por desempenho e resultados todos os dias, mas é essencial que o atleta compreenda que tudo isso é feito para que ele esteja pronto para as competições e possa dar o seu melhor nessa oportunidade.

Além disso, ser um atleta resiliente permite lidar com o fracasso e as falhas de maneira muito mais madura e inteligente. Dessa forma, é possível analisar os erros e aprender com eles ou mesmo observar como os vencedores triunfam e se espelhar neles. Não se pode esquecer que eles também passaram por tudo isso.

A capacidade de trabalhar com os erros e tropeços é vital para um bom desempenho. Quanto melhor um atleta puder fazer isso, mais bem equipado ele estará para lidar com situações difíceis no esporte. É dessa forma que os atletas de elite desenvolvem uma resistência mental que permite que eles prosperem e desfrutem do sucesso.

Quer ter acesso a mais conteúdos sobre o lado mental dos esportes? Cadastre-se já na AtletasNow e esteja conectado a essa incrível plataforma.

[]