Nosso Blog

Voltar

A influência da psicologia no esporte para o sucesso dos atletas

Para ter uma carreira bem-sucedida dentro do esporte, os atletas não precisam apenas de habilidade técnica. Vários outros aspectos podem determinar o êxito ou o fracasso de um esportista profissional. O fator psicológico é um tema de grande importância dentro do universo desportivo, embora nem todo atleta realmente dê tanta relevância para isso. Nesse texto, falaremos sobre a influência da psicologia no esporte para o sucesso dos atletas. Confira!

O psicológico faz parte da performance

Em alguns esportes isso ocorre mais, em outros menos, mas não se pode negar que o fator psicológico está diretamente envolvido com basicamente todos os esportes. Estar bem com a própria cabeça é um fator que facilita o atleta a extrair de seu corpo a melhor performance possível e por mais tempo, porque, com um psicológico em dia, o corpo adquire mais resistência cardíaca e muscular, permitindo ao atleta exigir mais de si mesmo, sem causar danos ao próprio corpo.

Você certamente já deve ter ouvido casos de atletas – em diferentes esportes -, que são extremamente talentosos, mas que a “falta de cabeça” costuma ser a culpada por algum fracasso, derrota inesperada ou desistência. Em esportes individuais, como o tênis, a corrida, o tênis de mesa, a natação, entre outros, este fator psicológico é mais visível, pois o atleta compete sozinho e, qualquer alteração de resultados se torna mais facilmente mensurável.

Mas, em esportes coletivos como o futebol, o vôlei, o basquete e tantos outros, a falta de bem-estar psicológico de um atleta pode ser responsável por prejudicar o desempenho de toda a equipe – além do psicológico coletivo, que também se constrói nas relações dos membros de um time, a “moral” da equipe.

A mente humana pode ser um universo à parte, completamente independente, misterioso e, por vezes, obscuro. Toda pessoa, em algum momento da vida, já deve ter passado por momentos de ansiedade, stress, falta de confiança, depressão, entre outros tantos problemas psicológicos que alguém pode apresentar. Com os atletas, isso não é diferente.

Especialmente no mundo do esporte profissional, em que ter um bom ou um mau desempenho interfere diretamente no quanto este atleta irá faturar e, consequentemente, organizar sua vida financeira, profissional e pessoalmente, a pressão por resultados positivos e por evolução no desempenho é constante.

E há outro fator importante a se considerar nesta equação: a minoria dos atletas profissionais do mundo são pessoas realmente realizadas financeiramente. Para a grande maioria das pessoas que vivem do esporte, ter um bom desempenho representa a manutenção do padrão de vida, o sustento da família e a garantia de um futuro melhor após a aposentadoria no esporte profissional.

Por isso, tanto nos treinamentos como durante as competições, muita coisa pode estar passando por dentro da cabeça de um esportista, e ele ou ela precisam de concentração e tranquilidade para poder dar o melhor de si durante os jogos e assim obter um bom desempenho. Em todos estes momentos, o acompanhamento psicológico dentro do esporte se torna fundamental para assegurar a saúde dos atletas e, ao mesmo tempo, projetar um melhor desempenho esportivo nas competições.

A psicologia se tornou uma ciência fundamental para a humanidade. À medida que a vida ficou mais intensa e as pressões cresceram para todo mundo, um profissional que cuidasse exclusivamente da saúde mental das pessoas adquiriu importância essencial. Assim como as pessoas abraçaram a psicologia, a ciência também abraçou o esporte, se especializando nas necessidades específicas que esportistas profissionais apresentam no aspecto da saúde psicológica.

Neste sentido, os psicólogos do esporte trabalham junto aos atletas no sentido de fazê-los se acostumar e reagir bem às pressões impostas pelos jogos, pelos adversários e pela torcida. Eles estimulam também o atleta a manter uma postura competitiva para recuperar um resultado negativo, ou para manter um bom desempenho em uma partida na qual está em vantagem.

O psicólogo do esporte também ajuda o atleta profissional a deixar seus problemas pessoais fora do âmbito desportivo, permitindo que ele tenha um bom desempenho nos jogos a despeito de sua vida pessoal, bem como auxiliando-o a ter mais tranquilidade e serenidade para resolver seus problemas individuais, sem que as circunstâncias esportivas cause nele stress ou euforia.

Com o psicólogo no esporte, o atleta tem o apoio que necessita para além “das quatro linhas”. Há algumas décadas, era raro que os clubes e federações esportivas dessem importância para o aspecto psicológico dos atletas nas competições, mas as experiências positivas no âmbito esportivo permitiram aos especialistas e empresários desportivos perceberem que a saúde mental dos atletas é fundamental, tanto para que eles sejam realizados pessoal e profissional como para a obtenção de uma boa performance esportiva.

Com o crescimento da demanda, psicólogos, profissionais da Educação Física e outros profissionais passaram a fazer pesquisas em conjunto para determinar quais tratamentos psicológicos poderiam oferecer ao atleta profissional as condições favoráveis para que ele pudesse atuar com o melhor desempenho possível. A psicologia no esporte é, portanto, fruto de muita pesquisa e trabalho.

O sucesso dos atletas fora do esporte

Para além do desempenho desportivo, atletas que recebem acompanhamento psicológico também têm melhores condições de organizar sua carreira sob um ponto de vista mais amplo. Ou seja, a relação com empresários, sócios e patrocinadores, decisões mais estratégicas na escolha de parcerias e contratos, além de uma saúde mental que ajuda o atleta a se preparar melhor para viver seus últimos anos no esporte de alto desempenho e o que vem depois da aposentadoria dele.

Sem este acompanhamento psicológico, continuaremos vendo atletas que têm alto desempenho, mas são vítimas constantes de vícios, depressões, problemas pessoais e familiares de alta gravidade, autores de crimes, abusos e polêmicas desnecessárias. Além de esportistas profissionais que não se preparam para o fim de suas carreiras no esporte e, após este período, entram em episódios de intensa dificuldade financeira.

Por isso, todo esportista, bem como sua equipe, deveria valorizar a psicologia no esporte. Ela tem amplos benefícios para todos os envolvidos nesta cadeia.

Já conheceu a primeira plataforma de contatos e network do mundo esportivo? Então cadastre-se em nossa plataforma!