Nosso Blog
Como o mercado do esporte está reagindo à pandemia?

Como o mercado do esporte está reagindo à pandemia?

A pandemia do coronavírus não afetou apenas os setores de saúde, manufatura, automóveis, viagens e hospitalidade, mas também o esporte. A pandemia também afetou todos os tipos de eventos esportivos, cancelando ou adiando diversos deles e trazendo impactos consideráveis para as organizações internacionais envolvidas neste segmento.

Diante deste cenário, é realmente complicado imaginar como pode ser o futuro diante de uma condição como esta. No entanto, é preciso compreender esta situação e, acima de tudo, identificar como o esporte está reagindo. Acompanhe agora e desvende o panorama por trás de uma calamidade mundial:

Os impactos da pandemia no esporte

O impacto econômico da pandemia e seus reflexos no mercado esportivo assustaram boa parte do mundo. Isso porque diferentes ligas, times e jogadores sofreram com os danos e, consequentemente, toda a cadeia produtiva foi impactada por esta condição.

Para se ter uma ideia, os Jogos Olímpicos de Tóquio, o maior evento do planeta para diferentes atletas, não puderam ser realizados neste momento, o que gerou agravamentos para todos os envolvidos, não apenas por adiar seus planos, mas também por todo o investimento que havia sido realizado previamente.

Segundo um estudo da Sports Value, o mercado de esportes global movimenta em torno de US$ 756 bilhões por ano, sendo apenas os Estados Unidos e a Europa responsáveis por US$ 420 bilhões e US$ 250 bilhões, respectivamente.

Logo, pode-se afirmar que as perdas ocasionadas pela COVID-19 serão inevitáveis. E mais do que isso: que os ganhos projetados podem ser anulados, as receitas irão despencar, haverá menos impacto dos patrocinadores, menos fluxo turístico e, em última análise, uma forte recessão para todos os que atuam no ramo.

As modalidades afetadas até então

Como se sabe, a indústria do esporte profissional está sendo profundamente afetada por todas essas adversidades relacionadas ao aparecimento da COVID-19.

No mundo inteiro, eventos de futebol – e de outras modalidades – estão sendo disputados sem espectadores, gerando mais perdas financeiras.

O mundo dos esportes reagiu e, mais do que isso, se uniu para apoiar a luta contra o Covid-19. Atualmente, a ATP e o Citeve Technology Center estão organizando uma plataforma para criar equipamentos têxteis para centros de saúde, atendendo a um apelo do Ministério da Saúde.

Além disso, a FIFA, juntamente com a OMS, lançou a campanha de informação “Passe a mensagem para chutar o coronavírus”, que contava com rostos mundialmente famosos do mundo do futebol. A ideia era que as principais estrelas indicassem medidas importantes à população, como lavar as mãos, tossir na dobra do braço, evitar tocar no rosto, manter distância física e ficar em casa.

No mais, a realidade é que, apesar de todas as soluções, o esporte foi uma das áreas que mais sofreu alterações e impactos, dada a sua característica de reunir torcedores e grandes equipes em seus eventos. Ainda assim, o setor está começando a reagir ao redor de todo o mundo e a expectativa é que 2021 traga bons frutos para todos.

Quer saber mais?

Se você quer saber mais sobre o mundo do esporte e, principalmente, fazer parte de uma plataforma responsável por unir atletas a patrocinadores e recrutadores do ramo? Então cadastre-se na AtletasNow.

Neste momento de pandemia, onde não há seletivas presenciais no esporte brasileiro, a oportunidade de mostrar seu talento é online. E nada melhor do que usar a maior rede de atletas do Brasil para isso!

[]