Nosso Blog
Esportes online: como essa modalidade está se tornando cada vez mais digital

Esportes online: como essa modalidade está se tornando cada vez mais digital

Há quem pense que para algo se enquadrar na categoria esportiva é preciso que seja uma atividade física. No entanto, os esportes online, conhecidos como e-sports, quebraram esse paradigma e já começaram a ultrapassar as marcas dos tradicionais, mostrando um crescimento exponencial. Mas afinal, como os games se tornaram uma modalidade nesse segmento?

Para começar, é preciso entender que os esportes eletrônicos são aqueles jogados competitivamente através de videogames. Não se restringindo apenas aos jogos que envolvam futebol ou basquete, por exemplo, mas abrangendo todo e qualquer gênero, sejam os de tiros, de estratégias ou do que for.

Nesse meio, os primeiros jogos a serem disputados de maneira competitiva foram os árcades, embalando torneios e campeonatos. Além de serem os responsáveis pela popularização dos jogos e pela transformação dos jovens que antes eram chamados de “nerds” e agora são conhecidos como ciberatletas. Esse foi o começo de uma revolução.

O crescimento do esporte online

Durante a primeira década dos anos 2000, os esportes digitais começaram a se popularizar com eventos globais e competições. Nessa mesma época, a Coreia do Sul foi o primeiro governo a reconhecer a importância dessa categoria, criando a Korean e-Sports Association com o apoio do Ministério da Cultura, Esporte e Turismo. Sete anos depois, o mesmo país voltaria a chamar a atenção. Desta vez, com a Força Aérea sul-coreana patrocinando seu próprio time de StarCraft.

Ainda assim, foi apenas na virada para a década de 2010 que tudo começou a se estabelecer para o cenário conhecido atualmente. Nesse período, os veículos de imprensa tradicionais começaram a cobrir com uma certa regularidade, tudo o que dizia respeito aos e-sports e não demorou para que surgissem mídias especializadas nessa modalidade.

Um exemplo disso foi a criação dos broadcasts, que transmitiam os treinos mecânicos para os jogos – tais quais os de uma equipe de futebol. Essa iniciativa facilitava ainda mais na fidelização do espectador e, para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa realizada pela SuperData Research, cerca de 71 milhões de pessoas assistiam aos esportes eletrônicos em 2013 e o número não parava de crescer, especialmente quando as competições começavam.

Os torneios

Com a expansão dos torneios nos esportes online, naturalmente veio também um aumento no valor das premiações. Em 2013 e 2014, os e-sports bateram o recorde de gratificações nas competições, chegando, muitas vezes, a bonificar o vencedor em milhões. Aqui, os torneios que oferecem as maiores premiações mundialmente são o World Championship, cujo valor foi de 2,13 milhões de dólares; a LPL e o OGN The Champions – ambos, em quatro edições, desembolsaram 1 milhão e 800 mil dólares respectivamente.

Além disso, os jogos também se destacam nas competições. Os três games que mais premiam em toda a lista são o StarCraft II; o League of Legends, que registra mais de 67 milhões de jogadores por mês; e o Dota 2. Acredite, as premiações desses jogos digitais chegam a somar 56 milhões de dólares, em um ranking surpreendente.

Um atleta digital

Mesmo com salários que chegam a 200 mil por mês, ser um ciberatleta não é uma tarefa fácil. Apesar de ganhar dinheiro jogando videogame parecer um sonho para vários jovens, a rotina de um astro dessa modalidade pode ser bem cansativa. Muitos profissionais treinam pelo menos de 8 a 12 horas por dia, ao longo de 5 a 7 dias por semana, podendo chegar, em alguns extremos, a 18 horas a fio.

Ademais da rotina exigente, muitos atletas ainda lidam com a dificuldade para conciliar a vida profissional com a pessoal e com a angústia de saber se serão convocados para uma equipe. E não é só isso. É preciso também encontrar patrocínios, vagas nos principais campeonatos e conseguir se dedicar exclusivamente aos esportes online, o que é um tanto quanto exaustivo.

Contudo, há sua recompensa! O crescimento dos e-sports tem sido tão grande que alguns nomes do segmento estão ganhando espaço nas propagandas e nos comerciais das principais marcas. É o caso de Danil “Dendi” Ishutin, campeão do primeiro torneio mundial de Dota 2 e estrela da campanha SteelSeries: Pick Yours; e de Meteos, atleta do Cloud 9, que participou do comercial da HyperX. Ambos alcançaram mais de 200 mil visualizações em suas ações publicitárias e reafirmaram que o esporte digital está conquistando o mercado, não apenas como uma modalidade, mas também como algo rentável e lucrativo.

O crescimento no Brasil

De acordo com um estudo realizado pela Newzoo em 2018, atualmente o Brasil possui o terceiro maior público de e-sports a nível mundial. Mesmo com a fama de que todo brasileiro adora praia, samba e, claro, o futebol, existem cerca de 7,8 milhões de fãs de esportes eletrônicos aqui no país, deixando a nação atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Ou seja, não é apenas de bola no pé que sobrevive um torcedor!

Além disso, nos últimos anos houve uma popularização de festivais voltados para essa modalidade, como o Game XP e o Geek and Games, ideais para abranger os entusiastas desse segmento e garantir que os jogos se popularizem ainda mais, uma vez que serão debatidos e assistidos pelo público, de uma maneira geral.

O universo digital

Assim como o e-sports está se ramificando pela sociedade, o mesmo está acontecendo em diferentes plataformas digitais, como na AtletasNow. Com um projeto inovador para o mundo esportivo, a empresa abre oportunidades para atletas em mais de setenta modalidades, inclusive dos jogos eletrônicos. A plataforma funciona como uma espécie de LinkedIn dos esportes, auxiliando o jogador a fazer networking, conhecer outros que se encaixam na sua categoria e assim, facilitar a colocação desse indivíduo no ambiente competitivo.

Nela, é possível estar ciente das estatísticas oficiais, ganhar visibilidade, ter acesso aos profissionais, estar exposto à chance de encontrar patrocínio, encontrar conteúdos exclusivos e ainda fazer tudo isso da maneira que todo gamer sabe fazer: online.
Faça o cadastro na plataforma, dê start nesse universo e comece agora mesmo a se profissionalizar. Quem sabe essa é a sua chance de sair do mundo digital e cair nas graças do público!

[]