Nosso Blog

Voltar

Mercado do esporte universitário brasileiro: como se destacar?

Quando o assunto é esporte universitário, é natural olharmos para fora do Brasil. Sobretudo para os Estados Unidos que, de fato, são referência nesse tipo de iniciativa. Porém, ainda que comparativamente estejamos muito abaixo das realizações de alguns países estrangeiros sobre esportes universitários, é preciso reconhecer um avanço importante no mercado universitário esportivo brasileiro.

Quer saber mais sobre o esporte universitário no Brasil e como se destacar neste mercado? Você está no lugar certo.

História do esporte universitário no Brasil

As primeiras federações desportivas universitárias do Brasil são dos anos 1930, embora com repercussões bem tímidas. De lá para cá, inúmeras competições universitárias foram realizadas. Mas é só a partir dos anos de 1980 que o mercado esportivo universitário começa a atingir públicos mais expressivos. Em 1993, com a efetivação da Lei Zico, há um novo aquecimento na área, consolidando o esporte como uma possibilidade de fortalecimento das marcas universitárias.

Com criação do Ministério do Esporte, já nos anos 2000, o esporte universitário ganha uma divisão especialmente criada para o seu desenvolvimento, a CBDU. A Confederação Brasileira do Desporto Universitário é decisiva para impulsionar o mercado universitário esportivo brasileiro, auxiliando na realização de eventos esportivos.

O resultado empolgou. Em 2016, a maior parte – precisamente 53%, das medalhas olímpicas do Brasil nos Jogos do Rio de Janeiro – foi conquistada por atletas ligados ao quadro universitário. A partir dessa repercussão, o mercado universitário esportivo brasileiro só está crescendo.

No ano passado, contamos com um calendário com 17 competições universitárias de grande porte, tanto em território nacional, quanto em terras estrangeiras, envolvendo aproximadamente 80 mil atletas estudantes brasileiros e 800 instituições de ensino. Além disso, os jogos interuniversitários estão cada vez mais consolidados, atraindo grandes públicos e alimentando a economia das cidades-sedes.

Como vimos, o mercado universitário esportivo no Brasil tem tudo para atrair maior interesse e movimentar mais recursos. Mas como um atleta pode aproveitar essa maré positiva e se destacar nesse mercado em ascensão? É disso que falaremos a seguir.

Como se destacar no esporte universitário

No Brasil, há várias possibilidades de bolsa. Entre elas, há as que cobrem 100% do valor da mensalidade e as que dão porcentagens menores de desconto. Todas elas têm como objetivo principal valorizar e difundir a imagem da instituição através da prática esportiva. Ou seja, são ações de marketing que utilizam o esporte como instrumento para comunicar com o público.

Há alguns casos que merecem destaque:

• Unifae
A universidade sediada em São João da Boa Vista (SP) investe anualmente mais de R$300 mil em modalidades esportivas, formando praticantes iniciantes e patrocinando atletas já formados.

• UNG
A Universidade Guarulhos (UNG) consolidou processos seletivos específicos para atletas, concedendo bolsas para representarem a instituição em competições nacionais e internacionais. Só no ano passado, foram mais de 100 atletas profissionais contemplados com bolsas.

• UNB
Entre as universidades públicas que mais incentivam a prática esportiva universitária, a Universidade de Brasília foi premiada em 2017 pela CBDU, com o segundo lugar entre as 10 instituições brasileiras de ensino universitário que apresentam as melhores condições para a prática esportiva.

• Mackenzie
A Universidade Presbiteriana Mackenzie tem uma atuação esportiva de destaque: além de ter atletas olímpicos e de nível nacional em diversas modalidades. Como exemplo, podemos citar Daniel Dias (natação), Nicolas Silva (esgrima) e Matheus Olenhiscki (judô). A instituição organiza e patrocina diversos eventos esportivos, entre competições, palestras, encontros, entre outros.

Essas universidades são apenas as principais opções para quem busca de destacar nos esportes universitários. Grande parte dos estados brasileiros, sobretudo os pertencentes às regiões Sul e Sudeste, mantém ações de incentivo ao mercado universitário esportivo no Brasil.

Possibilidades do mercado universitário esportivo

Para aproveitar essas oportunidades é preciso, antes de tudo, saber qual caminho é mais vantajoso. É possível ingressar numa universidade pública para praticar determinada modalidade esportiva ou ir atrás de bolsas das universidades privadas.

A diferença básica é justamente a possibilidade de entrar como bolsista. Como as vagas nas universidades públicas são alcançadas apenas mediante vestibulares, o atleta precisaria passar pelas provas para depois de integrado à rotina da universidade, praticar a modalidade esportiva de sua escolha.

Já no caso das instituições particulares, muitas delas oferecem avaliações específicas para atletas, que mediante aprovação, passam a representar a universidade. Nesse caso, vale criar uma estratégia para ficar de olho nos processos seletivos para bolsistas, divulgados nos sites oficiais das instituições. Mas o desafio não acaba na fase de aprovação, não. Na verdade, os vestibulares ou avaliações específicas são apenas o início da busca por destaque esportivo no âmbito universitário.

A maioria das universidades que concedem bolsa ou outro tipo de incentivo a atletas cobram uma atuação tanto acadêmica, quanto esportiva exemplar. Isto é, o atleta não só precisa frequentar as aulas de seu curso e acompanhar o desenvolvimento das matérias, como também manter um nível esportivo invejável.

É importante destacar que o mercado esportivo universitário também é impulsionado pelos atletas com deficiência. A propósito, a AtletasNow fez uma cobertura exclusiva da edição 2019 das Paralimpíadas Universitárias, que aconteceram em São Paulo.

Dicas para triunfar no mercado universitário

Então, para quem busca esse caminho, saiba: o preparo é a chave do sucesso. No caso de universidades privadas, é preciso se preparar esportivamente para ser aprovados nas seletivas específicas, já que a concorrência por bolsas esportivas é acirradíssima.

Se o caminho for pelas universidades públicas (federais e estaduais), é preciso muito estudo para passar pelos concorridos vestibulares e só aí procurar a atlética do campus para praticar uma modalidade esportiva.

Para ajudar você na busca pelo destaque nos esportes universitários, apresentamos algumas dicas importantes. Vamos a elas:

• Dedique-se
Como demonstrado, os investimentos no esporte universitário só aumentam. Mas não se esqueça, quem investe quer resultados! Por isso, esteja sempre em alto nível esportivo e acadêmico.

• Seja exemplo
As universidades que investem em esporte buscam valorizar e expor suas marcas. Esses objetivos só são alcançados se os atletas patrocinados forem admirados pelo público.

• Trabalhe sua imagem
As universidades se interessam por atletas representativos, ou seja, atletas conhecidos e prestigiados em suas respectivas modalidades. Nesse sentido, as mídias digitais são uma poderosa aliada. Divulgue suas realizações!

Pronto para ir atrás do seu sonho? Se você aspira uma carreira universitária, o seu lugar é a AtletasNow! A nossa plataforma é uma rede social esportiva que conecta todas as pontas do esporte, como atletas, treinadores, clubes, federações, instituições e muito mais.

Se você é um atleta universitário, você pode interagir diretamente com empresas que desejam patrocinar o esporte. Instituições e confederações também podem se beneficiar dos nossos recursos. Quer conhecer esse mundo de possibilidades? Clique aqui e faça seu cadastro gratuitamente!