Nosso Blog
Patrocínios esportivos dentro de esportes eletrônicos no Brasil

Patrocínios esportivos dentro de esportes eletrônicos no Brasil

Se durante muito tempo jogar videogame era visto como uma brincadeira ou um passatempo sem maiores compromissos, hoje a realidade é bem diferente.

O mercado de games vive uma revolução nos últimos anos, sendo uma das indústrias em mais vertiginoso crescimento registrado. E muito desse sucesso se deve à popularidade dos esportes eletrônicos, também conhecidos como eSports.

A profissionalização do mercado de jogos online alavancou o número de usuários e de competições. Como consequência dessa maior exposição, há cada vez mais espaços na mídia e até mesmo mais patrocínios para os atletas de esportes eletrônicos.

O mercado de jogos no Brasil

Dentro desse contexto, o Brasil representa o maior mercado de games da América Latina e o 13º do mundo.

De acordo com dados da consultoria Newzoo, divulgados em 2019, a indústria de jogos eletrônicos movimentou U$ 1,5 bilhão no ano de 2018.

A cifra significativa é impulsionada pela promoção de campeonatos que apresentam premiações milionárias e pela comercialização de itens virtuais, que ajudam a movimentar a economia digital.

Como resultado ainda de um mercado em aquecimento, a quantidade de desenvolvedores de jogos no Brasil registrou aumento.

Segundo consta no 2º Censo da Indústria Brasileira de Jogos Digitais (IBJD), divulgado em 2018, de 2014 para 2018 houve um crescimento de 164% no número de desenvolvedores de jogos. O número saltou de 142 em 2014, para 375 em 2018.

O patrocínio esportivo entra no jogo

Naturalmente, como um mercado caracterizado pela alta capacidade de investimento e de mídia, e que tem fortalecido a economia esportiva, o setor de esportes eletrônicos tem gerado interesse de empresas e marcas.

Visto como um mercado promissor e de alto potencial de lucro, o eSports é uma aposta para ações direcionadas a consumidores desse setor.

Empresas como a Gillette, por exemplo, justificam o investimento no universo dos esportes eletrônicos por conta do fascínio que as competições virtuais despertam na atração de um público engajado e jovem.

No ano de 2019, a Coca-Cola, histórica patrocinadora de eventos como a Copa do Mundo de futebol e as Olimpíadas, anunciou o investimento inédito em uma equipe de esporte eletrônico do Brasil.

O patrocínio, que estampou a camisa do time de League of Legends (LoL) da paiN Gaming, foi visto como um símbolo de ruptura nos acordos de patrocínio de eSports.

Isso aconteceu porque, geralmente, as marcas que costumavam patrocinar equipes e atletas tinham alguma relação com a atividade do patrocinado.

No mesmo caminho da Coca-Cola, outras marcas consideradas ícones do patrocínio esportivo têm investido forte na modalidade de jogos eletrônicos.

A Mastercard assinou, em 2018, um contrato inédito para fornecer de forma exclusiva os pagamentos dentro dos torneios de LoL, enquanto o Banco do Brasil fechou contrato, até o fim de 2020, para patrocinar o Campeonato Brasileiro de Counter-Strike (CBCS).

Patrocínios da AtletasNow para esportes eletrônicos

A AtletasNow, maior rede social de atletas do Brasil, também possibilita o incentivo financeiro a atletas de e-sports. E não só para os atletas que competem profissionalmente, mas também para os gamers que sonham com a profissionalização.

Quer se tornar um gamer patrocinado pela AtletasNow? Faça o cadastro em nossa plataforma!

[]